Na última milha, tecnologia e agilidade devem caminhar de mãos dadas

Atuar com tecnologia tem sido, cada vez mais, a chave de muitos negócios que se planejam para o futuro imediato. 

Embora o objetivo do last mile seja fazer com que os pedidos cheguem com agilidade às mãos do consumidor de uma maneira simples, não significa que seja fácil colocá-lo em prática. Tecnologia e agilidade precisam caminhar de mãos dadas com um aliado superimportante, a sustentabilidade.

Nesse sentido, sabemos que cada vez mais se cobra, tanto de empresários como de especialistas, soluções para os dias atuais, principalmente quando falamos de consumo. Essa é parte integrante de uma boa experiência de atendimento online, pela qual, inclusive, os consumidores esperam não desembolsar nenhum centavo adicional. Sem tecnologia para esse transporte, fica praticamente impossível proporcionar entregas dentro do padrão de qualidade esperado.

Transporte no last mile e sustentabilidade

O transporte de última milha tem muito a ver com a qualidade dessa experiência. Segundo dados da Business Insider, sozinho, o last mile representa 53% do custo total de envio e é onde os principais problemas de ineficiência ocorrem.

Com o aumento das demandas de e-commerce, radicalizadas pela pandemia, esse valor tende a aumentar, assim como os problemas.

Por isso, se engana quem pensa que a velocidade e a agilidade são os únicos frutos colhidos com o avanço da tecnologia na logística. Em um caminho praticamente paralelo, os ganhos em termos de sustentabilidade também são significativos, basta observar um exemplo simples, como a substituição do papel pela digitalização de processos que auxiliam as entregas.

Segundo o Fórum Econômico Mundial, a demanda por delivery no e-commerce resultará em 36% mais veículos transitando nas cidades até 2030. O número foi apontado no levantamento The Future of the Last-Mile Ecosystem. Em termos de congestionamento, isso significa um crescimento de 21% com relação aos dias atuais.

Planejamento é fundamental

Embora a situação possa ficar caótica no futuro, questionar o planejamento de um processo logístico com uma visão de sustentabilidade inclui relacionar os insumos necessários em cada etapa desse processo. Afinal, é uma jornada que demanda combustível, energia, embalagens e infraestrutura física.

Com a ajuda de aplicativos, nota-se que os motoristas das frotas podem receber as rotas designadas e ter acesso a informações sobre cada pedido e ponto de parada, além de terem mapeadas prováveis contingências. Em um levantamento feito pela Lincros, 6% dos gases tóxicos podem ser evitados quando alinhados ao processo de roteirização.

Outro aliado muito importante está atrelado à logística verde, feita por produtos não poluentes. A modalidade já está presente no Brasil e é explorada com o envolvimento de entregadores a pé, de bicicleta, patins, patinetes elétricos etc.

Revisitar estruturas antigas nos mostra o quanto avançamos nesse cenário. A tecnologia trouxe agilidade e flexibilidade para o processo de last mile, fazendo com que essa etapa do e-commerce proporcione uma experiência de compra interativa e produtiva.

Com o vai e vem dos combustíveis e a situação desafiadora, sabemos que a solução é flexível, mas requer dedicação. Com isso, a motivação para mudanças que facilitem a vida do cliente deve ser imediata.

Imagem: pexels-altaf-shah-9369843

Receba os melhores conteúdos sobre logística no seu e-mail e otimize a gestão da sua empresa.

Os conteúdos são 100% gratuitos e você pode parar de receber quando quiser.

SOBRE A

Fundado em 2003, o KaBuM! foi um dos pioneiros no comércio eletrônico brasileiro e hoje é o maior e-commerce do segmento de tecnologia na América Latina.

Com mais de 20 mil produtos em seu catálogo, o KaBuM! está sempre à frente e traz em primeira mão os melhores lançamentos do mercado mundial. São mais de 8 milhões de pessoas atendidas e entregas realizadas em todas as regiões do país, totalizando mais de 5.000 cidades.

O e-commerce é um dos sites mais acessados do país e lidera o ranking das lojas virtuais mais recomendadas pelos consumidores brasileiros, no segmento de tecnologia*, com os principais índices de avaliação e selos de qualidade da internet.