Gestão da obsolescência de componentes eletrônicos: reativa ou proativa?

A gestão da obsolescência diz respeito ao tratamento dado à lista de materiais do componente eletrônico de um produto com o objetivo de planejar a substituição daqueles que estiverem próximos da defasagem tecnológica. Segundo nossa experiência, poucas empresas brasileiras realizam essa gestão de forma adequada, ou seja, quando fazem, realizam de forma reativa, apenas quando surge o problema. Realizar essa tarefa proativamente facilitaria, e muito, o trabalho de montagem e elevaria a qualidade da produção. Mas como colocar isso em prática?


 

Realizando a gestão da obsolescência de forma proativa

Agir de forma proativa significa antecipar demandas e solucioná-las antes que virem um problema. No caso da gestão de obsolescência isso se torna necessário, pois um componente obsoleto inviabiliza a montagem, atrasa os processos e dificulta a entrega. No post sobre Vida do Componente x Protótipo, vimos que isso é ainda mais importante quando se trata de prototipagem. Afinal, o tempo entre a idealização e a montagem efetiva pode ser grande e, consequentemente, as chances de haver obsolescência nesse meio tempo são maiores.

Abaixo, confira algumas dicas para agir proativamente na gestão da obsolescência:

Projete pensando no tempo de vida do produto

Componentes com idade próxima da obsolescência não devem ser usados em projetos que desejam ter vida longa. Por isso, na boa gestão da obsolescência esse aspecto é analisado desde o início. Faça um planejamento levando esse item em conta, especialmente quando se tratar de um protótipo, como já mencionado.

Fique atento aos anúncios de obsolescência

Os fabricantes e vendedores costumam informar sobre a obsolescência de componentes, por isso busque essa informação o quanto antes. Ser pego de surpresa não é interessante, pois pode travar a produção e impede a gestão da obsolescência proativa.

Faça revisões periódicas

Um novo lote será mandado para a montadora de placas eletrônicas? Revise a lista de componentes e veja se não há necessidade de fazer nenhum ajuste. Caso seja necessário, comunique claramente para a empresa parceira que houve mudança, qual foi a mudança e no que ela implica. Assim, as chances de haver divergências torna-se praticamente zero.

Use um software de apoio

Hoje em dia existem diversos softwares que fazem a gestão de processos dentro de qualquer empresa, inclusive um específico para lista de materiais. Além da gestão de obsolescência, analisa lead time, custo, sugere alternativos, entre outros. Ele é sincronizado com os sistemas dos fabricantes e pode ser adquirido pela própria empresa ou utilizado pelo parceiro na montagem da placa.
Ficou com alguma dúvida sobre a gestão da obsolescência? Deixe um comentário!

 

Receba os melhores conteúdos sobre logística no seu e-mail e otimize a gestão da sua empresa.

Os conteúdos são 100% gratuitos e você pode parar de receber quando quiser.

SOBRE A

Fundado em 2003, o KaBuM! foi um dos pioneiros no comércio eletrônico brasileiro e hoje é o maior e-commerce do segmento de tecnologia na América Latina.

Com mais de 20 mil produtos em seu catálogo, o KaBuM! está sempre à frente e traz em primeira mão os melhores lançamentos do mercado mundial. São mais de 8 milhões de pessoas atendidas e entregas realizadas em todas as regiões do país, totalizando mais de 5.000 cidades.

O e-commerce é um dos sites mais acessados do país e lidera o ranking das lojas virtuais mais recomendadas pelos consumidores brasileiros, no segmento de tecnologia*, com os principais índices de avaliação e selos de qualidade da internet.