5 dicas para uma boa negociação de fretes

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Nos últimos anos o setor de logística deixou de ser visto apenas como uma “fonte de despesas” e se tornou uma área estratégica para as empresas, recebendo maior foco em planejamento, estruturação e gestão de custos, principalmente na negociação de fretes.

Uma boa forma de reduzir custos na área logística é saber negociar uma tabela de fretes com estratégias, visto que os custos com transportes ainda absorvem uma boa fatia do faturamento das empresas.

Negociar uma tabela de fretes nem sempre é uma tarefa fácil, pois envolve diversos pontos e taxas, além de demandar muito tempo e conhecimento. Mas afinal:

O que é uma tabela de fretes?

A tabela de fretes determina os preços mínimos para transporte de cargas, e os valores foram fixados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e é uma recomendação para a negociação das operações de movimentação de mercadorias e tem como propósito definir um padrão a partir do qual a negociação deve ser realizada.

Nesse cenário, a tabela de fretes serve como uma ferramenta a mais para fazer uma boa gestão de frete, que traga benefícios a todos os envolvidos na operação.

Negociar e definir a melhor opção de tabelas de frete com qualidade e bom preço é fundamental para a saúde financeira e sucesso da sua empresa. E por isso,  é importante conduzir uma boa negociação de tabela de fretes com planejamento e estratégia. 

Por isso, listei 5 dicas para ter sucesso nesse processo!

1 – Faça cotações e amplie seu leque de opções

Buscar cotações em mais de um possível fornecedor de transporte ajuda a identificar qual deles possui o melhor custo-benefício, além de aumentar o poder de barganha do embarcador. Garantindo que a escolha definida é a melhor opção frente ao que o mercado oferece.

2 – Conheça o seu produto

Pode parecer clichê, mas conhecer o seu produto (peso, cubagem e outros  parâmetros), permite negociar com mais autoridade algumas taxas variáveis. Quanto mais detalhadas as informações, mais justo será o orçamento recebido, por isso, antes de cotar tabelas, tenha um mente toda sua operação e características do produto.

 3 – Conheça os destinos mais recorrentes

Entender a região onde se concentra o maior volume de vendas permite focar os esforços nos lugares certos. Além de que conhecer o padrão das entregas em determinada região auxilia muito na hora de negociar com o transportador.

Por isso é importante ter ferramentas que lhe entreguem métricas e relatórios que possam permitir a identificação de problemas e gargalos que podem comprometer a produtividade das entregas.

4 – Busque conhecer os seus transportadores na negociação de fretes

É preciso ter em mente que o transportador é seu parceiro e representa a sua marca frente ao seu cliente, e por isso, transparência e comunicação na relação são fundamentais para ambas as partes.

Como o processo de transporte tem influência direta sobre a satisfação dos clientes, há a necessidade de, além de otimizar os custos com frete, focar na prestação de um bom serviço de entrega, por isso, buscar conhecer seu transportador, as regiões que ele atende, sua estrutura física e estrutura dos veículos, garante que o seu produto está sendo tratado da melhor forma e que o transportador está mais preparado para representar sua marca na rua.

5 – Foque em fornecedores que investem em tecnologia

O investimento em tecnologia na logística está diretamente ligado à modernização de operações, em aumentar o controle sobre processos logísticos e dar uma gestão pró-ativa na mão do embarcador, proporcionando redução de custos e auxiliando em tomadas de decisões mais assertivas.

Mas afinal, qual o futuro da negociação de fretes?

Com todo o avanço tecnológico que vêm tomando conta das empresas e dos seus setores, fica difícil imaginar que algumas organizações ainda executam trabalhos manuais e morosos que poderiam facilmente serem automatizados.

Com toda competitividade que o mercado exige, focar os investimentos em tecnologia na área logística pode trazer grandes resultados, e a negociação de fretes é uma das tarefas que podem ser automatizadas com o uso de um TMS ou plataforma para gestão de frete, permitindo que os colaboradores executem tarefas que realmente são importantes para o desenvolvimento da empresa.

Continue aprendendo e transformando sua operação com nosso e-book, baixe agora!

Jeferson Rafael Michel
Últimos posts por Jeferson Rafael Michel (exibir todos)

Já conhece nosso Podcast? Vem tomar um café com a gente!

Deixe seu comentário

Receba os melhores conteúdos sobre logística no seu e-mail e otimize a gestão da sua empresa.


Os conteúdos são 100% gratuitos e você pode parar de receber quando quiser.
Nova call to action

Recomendamos para você:

logística reversa

Afinal, o que é logística reversa?

A logística reversa, também conhecida como logística reversível ou inversa, é o processo de planejamento, implementação e controle da eficiência e eficácia dos custos, dos
All articles loaded
No more articles to load
lincros

Receba os melhores conteúdos sobre logística e ​otimize a gestão da sua empresa

Obrigado por entrar em contato conosco!

Insira seu nome e e-mail para prosseguir para o WhatsApp

lincros

Conecte sua cadeia de transportes ponta a ponta

Uma plataforma. Controle total.